terça-feira, 11 de outubro de 2011

Pinturas #3 - "Cantor"

A história dessa terceira tela se inicia em um dia que pude assistir pela televisão o videoclipe "I Started a Joke" (ver aqui), da banda norte-americana Faith No More

A música em si é muito boa, tem um vocalista diferenciado e talentoso, e o videoclipe ficou muito bonito. O que acabou sendo sugestivo para a elaboração de uma releitura desta obra.

*clique na imagem para vê-la maior


"Cantor" - 2004.
Fotografia: Marília Noleto
Edição de imagem: Murilo Noleto


O trabalho apresenta a figura do cantor, só que sua pele encontra-se morta, pálida, assim como seus olhos. Esse tom de morbidez na composição tem um provável reflexo da época juvenil, onde tais lampejos costumam ser frequentes na vida qualquer um.

Esboço para estudo.

Porém, o fato do "Cantor" centralizar-se na figura de um ser morto cria a antítese e a própria vida desta composição. A simples representação fiel do intérprete (vivo) tornaria o quadro vago, sem qualquer vigor ou potencial para indagações.


Trecho do videoclipe "I Started a Joke" - Faith No More
                                   
"Por que ele está morto?", "Ele está nesse pele morta por ser uma máscara que esconde seu verdadeiro ser?", "Ele faz seu trabalho de cantar apenas por fazer?", "O quadro não podia ser mais feliz?". Varios destes questionamentos aparecem quando se vê a tela, e estas mesmas perguntas abrem espaço para uma auto-reflexão: "Estamos apenas cantando por cantar, fazendo por fazer?". 

Assim, tal idéia não vem intencionada para ser simplesmente depreciativa, mas sim garantir um apelo impulsivo para aquele que a observa.



Quem tiver interesse em adquirir meu trabalho, favor entre em contato pelos comentários.

Dados da obra:

Nome - "Cantor"
Técnica - óleo sobre tela;
Dimensões - 60 x 40cm;
Ano de execução - 2004;
Obs.: Não está emoldurado;