terça-feira, 28 de agosto de 2012

Estudo #1: Capela da Liberdade


Capela da Liberdade - 2010

Esta postagem abre espaço para uma nova seção destinada a expor estudos, que buscam realizar experimentações de cunho conceitual, formal, além de ser um exercício prático com o uso da ferramenta BIM.

Primeiramente apresento um estudo feito para a Capela da Liberdade, elaborada a cerca de dois anos atrás, tendo seu desenvolvimento todo feito em ArchiCAD 13 (sem recursos de membrana ou algo do gênero).

A forma da capela teve como principal referência a simples ideia de um caracol, que se desenvolve no centro de sua espiral e abre-se para o meio externo.

*clique na imagem para vê-la maior
Croquis estudando a concepção da forma da Capela, 
tendo como base a ideia de um caracol

Basicamente o centro da capela, onde se encontra o altar, é o ponto da introspecção e do momento em que o fiel mira-se em seu próprio íntimo, buscando contato com o ser superior, Deus, buscando uma maneira  de nortear sua vida e seus atos.


Vista interna - e a parte vertical da grande cruz (em vidro) que 
se vê externamente é o mesmo elemento que traz luz para dentro do edifício



Da parte da capela em si para o meio externo há uma circulação, dotada de um pé-direito variável, proporcionando uma ambiência de acolhimento e  preparando o usuário para um momento diferente.

Outra vista interna, evidenciando o pequeno corredor de acesso
 entre o meio externo e o interior da Capela

Corte longitudinal representando o pé-direito gerado pela cobertura

Externamente vê-se a capela envolta pela plasticidade do concreto aparente, que rende um aspecto mais limpo para a forma. A casca da espiral está divida em duas partes, onde dela se tem um esbelto vão envidraçado, onde permite a entrada da luz. 

A ideia do corpo de cristo, como fonte de luz que revigora o espírito ganha sentido.



A parte horizontal da cruz é pensada aqui com um elemento feito em metal, artesanalmente. Com a intenção de unir as duas faces espiraladas como se fosse um grampo. Fazendo com que a cruz, de fato, seja um elemento unificador. 

Croquis e figura da capela ilustrando a parte horizontal da cruz como um grampo

O símbolo da cruz, nesta capela, possui uma forma diferenciada, porém não perde seu simbolismo.

Para o desenvolvimento deste estudo, referências como Oscar Niemeyer e Tadao Ando foram influentes, já que estes dois arquitetos conseguiram fazer leituras bastante perspicazes a respeito da luz na arquitetura, em especial às igrejas, mostrando como o humano traço na forma da arquitetura é elementar para tornar o projeto singular e singelo em suas intenções.


Respectivamente, Igreja da Luz (Osaka, Japão) por Tadao Ando
 e Catedral de Brasília por Oscar Niemeyer

Fontes paras fotos:
Igreja da Luz: fotografia - Naoya Fujii - retirado de: teturaarqui.wordpress.com
Catedral de Brasília - brasil-turismo.com

Dados do estudo:

Capela da Liberdade

Autor: Murilo Noleto Gomes
Área: cerca de 95,00m²
Ano do estudo: 2010